salvaialmas




Obras Malignas
  • Voltar






21/02/2015
Soneto do demônio sobre a Imaculada Conceição
Ou há de se dizer manchado o Filho, ou se dirá Imaculada a mãe.



SONETO DO DEMÕNIO SOBRE A IMACULADA CONCEIÇÃO

 

Em 1823, dois sacerdotes dominicanos, Pe. Bassiti e Pe. Pignataro, estavam exorcizando um menino possesso, de 12 anos de idade, analfabeto. Para humilhar o demônio, obrigaram-no, em nome de Deus, a demonstrar a veracidade da Imaculada Conceição de Maria. Para surpresa dos sacerdotes, pela boca do menino possesso, o demônio compôs o seguinte soneto:

 

Sou verdadeira mãe de um Deus que é filho,

E sou sua filha, ainda ao ser mãe;

Ele de eterno existe e é meu filho, 

E eu nasci no tempo e sou sua mãe.

 

Ele é meu Criador e é meu filho,

E eu sou sua criatura e sua mãe;

Foi divinal prodígio ser meu filho, 

Um Deus eterno e ter a mim por mãe,

 

O ser da mãe é quase o ser do filho, 

Visto que o filho deu o ser à mãe.

E foi a Mãe que deu o ser ao filho;

Se, pois, do filho teve o ser a mãe,

 

Ou há de se dizer manchado o filho, 

Ou se dirá Imaculada a mãe.

 

(Conta-se que o Papa Pio IX chorou, ao ler esse soneto que contém um profundíssimo argumento de razão em favor da Imaculada.)

 


MOVIMENTO SALVAI ALMAS

Cláudio Heckert, Confidente de Nossa Senhora, residente em Porto Belo, SC
Rua Maria Ramos Guerreiro 104, Vila Nova - CEP 88.210-000

Site:  Missão Salvai Almas
Facebook: http://www.facebook.com/salvaialmasoficial
Youtube: http://www.youtube.com/user/SalvaiAlmasOficial
Apoio: Rádio e TV Auxiliadora


Artigo Visto: 3329

ATENÇÃO! Todos os artigos deste site são de livre cópia e divulgação desde que sempre sejam citados a fonte www.salvaialmas.com.br