Newsletter
Receba nossos artigos diretamente no seu email.
Nome
Email
Cadastro manual: Entre em contato
 




 
 
02/05/2018
OS 72 – RETIRO EM ANGELINA
Como o céu viu o Retiro
 
 
 

Porto Belo, SC, 23 de Abril de 2018

 

Os 72 – Retiro em Angelina

 

Como o céu viu o Retiro

 

No dia 19 nos encontramos no convento das irmãs Franciscanas de São José à tarde e nos alojamos nos quatros já reservados: Norma e eu, no segundo andar, em um quarto na frente da Capelinha do Santíssimo, onde Jesus já nos esperava.

Ele apenas sorriu, mas não disse nada!

Eu não achei ruim, pois a culpa foi minha em não dar tempo para conversar com Ele. Pedi perdão!

Neste dia nos limitamos apenas a receber as pessoas que chegavam de muitos lugares e assim não cumprimos o programado como: acertar os detalhes para o Retiro, distribuir as tarefas, etc.

Já no quarto, à noite, não rezei na Capelinha e não disse nada a Jesus ou à Mãezinha, mas senti que nos “embalavam” para um bom descanso.

E quem não descansa, no “Colo de Maria”?

Não é preciso dizer que Norma está doente: Dores agudas pelo nervo ciático, quase a deixara em casa, mas usou de sua “garra” para poder participar do retiro. E participou de todos os eventos.

No dia seguinte, dia 20,  bem cedo, São Miguel me acorda:

- Anda, filho! Terás um dia longo hoje!

Mas São Miguel não estava “brabo” e sorria e com um grande abraço nos desejou:

- Bom dia Norma, Cláudio, o Céu todo aguarda por este dia!

Norma está doente! Sua coluna dói! O nervo ciático... Dores atrozes...

- Continue descansando, eu disse a ela...

- Não! É hora de trabalhar! E é tão gostoso trabalhar para a Mamãe!

E levantou-se, resoluta!

Tomamos o saboroso café da manhã, tão ricamente preparado pelas carinhosas irmãs e aos poucos os outros Missionários foram chegando. A felicidade se fazia sentir no semblante de cada um.

Após o café, como primeiro ato do dia e já com a presença de todos, subimos rezando o Terço, a Colina da Louvação e lá no alto, no Cemitério das Irmãs, rezamos o terço do Amor. Frei Luís chegou e esbanjando aquele seu sorriso lindo, a todos abençoou.

Durante o terço do Amor o Céu se apresentou! Parecia-me que todo o Céu estava ali. Não pude conhecer a todos mas fiquei curioso e quis saber quem eram:

- Mas o Céu todo te conhece – disse São Miguel – E continuou: Sabe, aquela ali? É a que morreu para a terra na semana passada e foi hoje ao Céu quando vocês subiam o morro! Veja como está feliz!

De fato, a Freira Linda, parecia querer abraçar a todos: sorria, dançava, e me abraçou!

Também tive vontade de morar no Céu!

E me apontou outras pessoas que também ganharam o Céu quando subíamos a colina e eram tantos:

- Deves saber – disse São Miguel – a Missão de vocês é Salvar Almas! E veja quantas... E aquele grupo, ao redor da Mãe, é dos que saíram do Purgatório quando o Alair pediu que a Anselma ficasse à frente, na subida, pois se encontrava quase sem forças para continuar e assim todos a seguiram, mais devagar... O amor, o amor...

Agora, alí no alto, todo o local se iluminou e uma multidão de almas santas se apresentou ao redor da Rainha, a Grande Mulher, a Mãe de Deus, nossa Amada Mamãe. Não sei como consigo me segurar nestes momentos: as forças físicas parecem sumir... Os Anjos me seguram!

- Muito obrigada, filhinho! Obrigada por esta Missão! Cada instante deste dia sentirás a presença do Céu e tudo seguirá de acordo com o panejado. Não deves então te preocupar se alguns dos planos pré elaborados não saírem como planejaste, pois o Céu poderá querer “mudar” alguma coisa. Apenas fique submisso ao Céu!

Oh que felicidade poder vos acompanhar! E rezar convosco! Amém!

Abençoo a todos vós!

“Maria, Mãe do Universo!”

Senti São Miguel me puxar pela manga da camisa:

- Vem! É hora de descer!

Ao descermos a colina, fomos guiados pela Marilene, a um lugar abençoado, muito limpo, entre árvores, onde havia um monumento encimado por uma bonita imagem de São José. Rezamos e cantamos ali e São José falou:

- Filho, Você estava se esquecendo de mim! Não me convidaste para esta caminhada...

Isto me serviu como um grande “puxão de orelha” já que, desde que me conheço por gente, tenho São José como meu principal Padroeiro e até como meu Pai, que me consola, me orienta, me conduz e Ele tem me acompanhado em todos os momentos, em todos os lugares. Agora eu havia esquecido de O convidar!

- Mas Eu não esqueço de você, meu filho! Conte sempre Comigo!

São José não estava “brabo” e sorria o sorriso do Céu! Tenho treinado constantemente a ter um sorriso como o Dele... Mas isto é impossível!

- Nas desistirei, São José! Não desistirei! Hei de sempre sorrir... embora não como o teu sorriso, meu papai!

São José recebeu ali, como homenagem, um Hino cantado pelo nosso Coral dos Anjos, que hoje contou também com a presença do Irmão Ilário. O Irmão Marista e irmão de sangue das Irmãs Caresia, que trabalha e mora em Maringá, Paraná e é membro dos 72 Missionários Salvai Almas.

Descemos a colina.

Fomos para o auditório, onde a Irmã Nadir, responsável pela casa, nos informou detalhes sobre as regras da casa, os horários de café, almoço, janta, Santas Missas.  Ela preparou com esmero o salão: mesa, cadeiras, o lugar para o cafezinho, a mesa dos dirigentes adornada com flores, a grande vela produzida por Frei Luís e a Imagem de Nossa Senhora ladeada por uma luminária, parecia sorrir.

Frei Luis discursou, inflamado de amor. Falou sobre a Missão 72 e a responsabilidade de cada um dos membros na divulgação do Movimento, mas sobretudo na divulgação das coisas do Céu.

- Somos responsáveis e Deus confia em nós. Deus nos achou capaz e por isso não devemos decepcioná-Lo. Não é fácil a nossa Missão e Deus também sabe disso e por isso jamais deixará de nos ajudar e de nos proteger contra os ataques que serão muitos. Vale apena seguir adiante e espalhar a nossa certeza, para que assim milhares de pessoas possam colher dos nossos frutos e assim saciarem a sua sede de amor e de paz.

O almoço serviu também para que todos se cumprimentassem e se conhecessem, pois muitos vieram de longe e pessoalmente não eram conhecidos. E o almoço era muito gostoso! Tinha o saboroso “toque de amor”, das Irmãs Franciscanas de São José!

Nas primeiras horas da tarde, após o toque da “sineta” pela Silvia, São Miguel já se colocara à frente, no auditório e conduzia os passos de cada um e isto foi fantástico: ninguém chegava atrasado, sem histeria ou reclamações parecendo que todos já conheciam os seus lugares e que todos estavam satisfeitos com eles.

O Coral dos Anjos executou um hino à Nossa Mamãe e depois de ser passado os trabalhos, cada um dos Missionários se dirigiu aos seus grupos para os primeiros debates: falar e dar opiniões sobre as 7 Igrejas da Ásia, conforme Apocalipse, Capítulos 2 e 3: Igrejas de Éfeso, Esmirna, Filadélfia, Laudiceia, Pergamo, Sardes e Tiatira.

Havia sido dada como tarefa aos Missionários, visitar em suas regiões, 7 Igrejas diferentes e lá contatarem pessoas do lugar e conversar sobre a leitura do apocalipse escolhida para aquele local e depois escrever um relatório de como foram estas visitas e de como foram as opiniões das pessoas entrevistadas. E todos haviam cumprido esta Missão. Agora o debate era sobre este assunto.

E o Grupo de pessoas novas, que foram convidadas recentemente e que se fazem presente pela primeira vez, recebeu o nome de: Postulante!

Este Grupo foi conduzido por Norma que, conforme o pedido da Mamãe, falaria sobre o Salvai Almas: sua constituição, sua historia e sua Missão.

E enquanto os grupos estavam reunidos em lugares diferentes: salas, corredores, pátios, capela...

- Filhinho: todas estas pessoas são tão amadas por Deus! Não deves exigir nada delas: O Céu conduzirá os passos de cada um. Você aprenderá muito, principalmente aprenderá que não há necessidade de se preocupar quando Deus te pede algum trabalho! Deus sabe melhor do que todos os homens, de como fazer o melhor. Trate a todos com muito esmero, com muito carinho e assim estarás tratando Deus, já que todos são filhinhos Dele. Amém?

E vi o Céu novamente:

Mamãe está ladeada por milhares de Santos e Anjos e cercada de milhões de luzes.

- Mãe, eu perguntei, o inferno faz guerra com o Céu?

- De certa forma sim! Mas não propriamente com o Céu, mas com os homens que querem o Céu! O demônio não pode derrotar o Céu, mas tenta evitar a ida dos homens ao Céu, por isso, o Exercito Celeste que você vê, está sempre à serviço da Humanidade e dia após dia está alerta em todos os pontos da terra!

- Nossa luta é grande, Mãe!

- É! E Deus sabe do quão grande é o poder e a insistência do demônio!

- Coitados de nós!

- Na verdade, se não fosse a ajuda do Céu, não venceríeis.

- Ninguém venceria!

- É verdade! Mas Deus é mais forte...

- Fique sempre por perto mãe! Sou tão fraco...

- Eu ficarei! Estou perto! É minha Missão: Sou Salvai Almas!

- Desculpe, Mãe: Você sempre me faz chorar.

Na Santa Missa, celebrada por Frei Luís, o Céu se fez presente lotando a Capela, mas não nos bancos: ficavam postados como se fosse no coro da Igreja, mais ao alto e todos em silêncio total! Tinham os olhos fixos no altar, cabeça baixa como que em êxtase, não perdiam um só ato, um só movimento do Celebrante! A alegria era incontida. E todos cantavam o canto que o Céu também canta, acompanhando o nosso Coral dos Anjos e a todos os participantes desta Santa Missa.

Nestes momentos, a gente não sabe como agir: Chorar, gritar, cantar, correr, mostrar ao mundo inteiro...

- Fique calmo, filhinho! Apenas olhe o Céu! É Jesus ali! É o Céu ali!

Nesta noite dormi como nunca! Norma e eu pegamos no sono abraçados com a Mamãe e, tenho certeza, com todos os que participavam deste encontro em retiro!

Amém!

 
 
Artigo Visto: 292 - Impresso: 9 - Enviado: 3
 

ATENÇÃO! Todos os artigos deste site são de livre cópia e divulgação desde que sempre sejam citados a fonte www.salvaialmas.com.br

 

Visitas Únicas Hoje: 293 - Total Visitas Únicas: 1840771 - Usuários Online: 56
Copyright 2015 - www.salvaialmas.com.br - Todos os Direitos Reservados
Desenvolvido por: www.espacojames.com.br/sites