Newsletter
Receba nossos artigos diretamente no seu email.
Nome
Email
Cadastro manual: Entre em contato
 




 
 
12/11/2017
RESPONDENDO À ALGUMAS DÚVIDAS SOBRE O COMPORTAMENTO DAS CRIANÇAS NA MISSA
Revmo. Padre, sou pai da família e me surgiram algumas dúvidas a respeito do comportamento de meus filhos ao assistirem o Santo Sacrifício da Missa. Formulei algumas perguntas que peço que me responda, assim poderei saber o que devo fazer.
 
 
 

RESPONDENDO À ALGUMAS DÚVIDAS SOBRE O COMPORTAMENTO DAS CRIANÇAS NA MISSA

 

Resultado de imagem para CRIANÇA REZANDO IGREJA VÉU

Revmo. Padre, sou pai da família e me surgiram algumas dúvidas a respeito do comportamento de meus filhos ao assistirem o Santo Sacrifício da Missa. Formulei algumas perguntas que peço que me responda, assim poderei saber o que devo fazer. 

1 – Padre, as crianças pequenas e bebês aproveitam a Missa?

Claro que sim, todo fiel batizado, ainda que seja um bebê de peito, recebe as graças celestiais quando se aproximam do Santo Sacrifício com as devidas disposições. 

2 – Aproveitam da Missa os bebês que dormem durante a mesma?

Certamente que sim, pois os fiéis aproveitam cumprindo com suas boas disposições. No caso do bebê, seu dever de estado não parece ser outro além de comer, dormir e se comportar bem.

3 – Aproveitam a Missa as crianças maiores que brincam durante a Missa?

Não tanto, pois é claro que seu dever como um batizado é ter reverência ao culto divino e isso não é demonstrado jogando e fazendo caprichos. 

4.- Meus filhos devem aprender a se comportar e participar da Missa. Sei que sou obrigado a ensiná-los e corrigi-los se necessário, no entanto, por estar vigiando-os não assisto a Missa e sinto que não cumpro o preceito dominical. O que devo fazer?

Primeiro deve cuidar de seus filhos e tentar ensinar-lhes a se comportarem como pede o Deus bom. O senhor também deve cumprir o dever do seu estado para receber as graças do Santo Sacrifício. Se o senhor não cuida de seus filhos, não está cumprindo seu dever de estado, portanto, não recebe todas as graças que deveria do Santo Sacrifício e ademais, não deixa que os outros cumpram com o preceito. 

5.- O que devo fazer quando meu bebê, por mais que eu tente, não se cala durante a Missa e distrai os outros?

As crianças devem ser ensinadas a se comportarem durante a Santa Missa, preparando-as antecipadamente. O erro mais frequente dos pais é que, quando o bebê começa a incomodar, depois de tentar acalmá-lo, distraindo todos ao seu redor, terminam por leva-lo para fora. Há de preparar as crianças para a Santa Missa! Um lembrete para os pais: crianças pequenas ainda não entendem, simplesmente dependem muito de suas impressões sensíveis.

Pode-se ajudar um bebê a comportar-se bem na capela fazendo-o encontrar um lugar mais confortável dentro dela. Deixe-me explicar: os pais tiram seu bebê de um lugar confortável (sua casa), o cobrem como um esquimó para levá-lo para fora (a criança segue confortável) e o levam para a capela. Aqui lhes tiram o casaco e então a criança entende que é hora de brincar … Um pouco maiores, já sabem que bastam chorar ou fazer birra para que os pais o levem para o pátio (a um lugar mais cômodo) e alí pode brincar… Senhora Mamãe: Alguma vez já se perguntou por que quando está frio lá fora as crianças choram menos na capela?

Elementar, as crianças querem se sentir confortáveis ​​!!! Conheci uma mãe que entendendo esses princípios, tomou duas resoluções práticas, que foram altamente eficientes com seus filhos pequenos: Primeiro: o bebê era levado com pouco abrigo até a capela e o bebê chegava meio tremendo de frio ao átrio. Ao entrar na capela, a mãe o cobria devidamente, lhe dava um beijo e o acalmava. Oh surpresa, o bebê queria ficar lá dentro!!! E se o bebê começava a incomodar, essa mãe “sanguinária e desnaturada”, lhe tirava o abrigo e depois de uma palmada o castigava. Oh, surpresa, o bebê não queria mais sair! Essa mãe “bárbara e sanguinária” educou a várias crianças que são um batalhão de ordem quando estão na missa.  

Isso exige esforço e obediência. Uma criança caprichosa, na qual os pais não ensinaram a obedecer e se controlar (mesmo com um bom corretivo) é impossível entender de repente que deve ficar quieto e em ordem dentro da igreja. Infelizmente na capela só vemos uma parte do que os pais têm em suas casas …

6 – Para manter meu filho calmo, eu levo brinquedos para entretê-lo durante a missa ou levo biscoitos ou doces para comer. Faço bem?

Se é uma criança pequena, não parece haver nada de errado, mas às vezes se vê crianças que já são bem crescidas, que sabem perfeitamente que a bolsa da mamãe está cheia de diversão e até mesmo se preparam para um piquenique quando vão à igreja. 

7.- Quando meu filho está inquieto e ruidoso vou na parte de trás da capela, assim assisto a Missa e meu filho pode chorar sem ser ouvido. Estou certo, não estou?

Obviamente o senhor tem problemas auditivos, pois posso assegurar-lhe que a birra e o choro do seu filho são quase estereofónicos. 

8.- Tenho muita devoção e às vezes por estar rezando meus filhos brincam ou até correm dentro da capela. O que devo fazer? Sinto no dilema entre atender a Deus ou aos meus filhos.

A única coisa que poderia lhe dizer é que sua devoção é bastante aparente e falsa, uma vez que a piedade sólida e verdadeira se baseia no cumprimento do próprio dever de Estado. Traduzindo: se o senhor não cumpre o seu dever de estado, isto é, cuidar dos seus filhos, sua piedade não vale um amendoim. 

9.- Como meus filhos são muito brincalhões, me sento na última fila e pronto, posso comparecer à missa e eles podem correr e brincar livremente. Estou certo?

Seria melhor perguntar aos outros fiéis que estão por perto …

10.- Sei que meu filho está meio irritado, mas chamo sua atenção e ele não faz caso. Ele já tem 4 anos e ainda não aprende a ficar quieto durante a missa. O que faço?

Primeiro, deve fazer um exame de consciência sobre os últimos 4 anos em relação ao cumprimento de seu dever como pai de educar seu filho de maneira cristã.

Segundo, comece a tomar medidas diferentes, se queremos resultados diferentes…comece, talvez, a buscar um lugar onde sua criança possa ver o que acontece no altar, (não se esqueça que seu filho mede 80 cm a menos que o senhor), consiga alguma imagem ou estampa com o qual se possa explicar à criança alguns dos mistérios que assistem alí, ensine e ajude seus pequenos a falar com o Bom Deus, (não é porque seus filhos resmungam o “Pater” e a “Ave” significa que eles já sabem rezar), assegure que seus pequenos possam ir à “Missa Maior” (cantada), nada mais bonito para uma criança que cantar a todo pulmão as músicas da igreja, e logo que possível (tenha em conta que os pequenos crescem muito rápido) fale com o padre para que o insira no grupo de acólitos. 

11.- O meu filho(a) casado(a) não assiste a Missa regularmente. Estou preocupado com a salvação do meu neto e então assumi a tarefa de levá-lo à Missa. O ruim é que, como qualquer bebê ele faz barulho, e estou ciente de que às vezes distrai os outros, incluindo o padre. O que devo fazer?

Vamos por partes: primeiro, o senhor ao levar seu neto ou conhecido à Missa, assume a responsabilidade pelo seu comportamento durante a assistência ao Santo Sacrifício. Deve ensinar-lhe o modo correto de assistir a tão grande mistério para poder ganhar as graças para sua alma. Depois, se seu pequeno ou qualquer outro, é uma causa de distração para o sacerdote, deve tomar devidas providências sobre o assunto, porque isso pode ser uma falta grave. 

12.- Quando vou comungar meus filhos me acompanham ao local de comunhão. Parece que caio em êxtase porque enquanto estou na fila e também ao retornar ao nosso lugar, as crianças correm e brincam ao meu redor. Claro, eu nem pecebo… Estou me tornando santo?

Veja a resposta da pergunta na questão 8

Fonte: DOMINUS EST

 
 
Artigo Visto: 1369 - Impresso: 2 - Enviado: 3
 

ATENÇÃO! Todos os artigos deste site são de livre cópia e divulgação desde que sempre sejam citados a fonte www.salvaialmas.com.br

 

Visitas Únicas Hoje: 85 - Total Visitas Únicas: 1671048 - Usuários Online: 28
Copyright 2015 - www.salvaialmas.com.br - Todos os Direitos Reservados
Desenvolvido por: www.espacojames.com.br/sites